top of page

Virginia Fonseca: a base que gerou controvérsia nas redes sociais

A influenciadora digital Virginia Fonseca, esposa do cantor sertanejo Zé Felipe, ofereceu nas suas plataformas um cosmético que relatou ser de "qualidade internacional". Muitas internautas compraram o produto e o perceberam como sendo de má qualidade. Isso causou um imediato alvoroço nas redes! Leia mais sobre esse evento.



Reprodução: Instagram


A blogueira Virginia Fonseca tem mais de 40 milhões de seguidores no Instagram. Em sua página, anunciou uma base com "qualidade de importada" cujo custo gira em torno de R$200. As interações na publicação foram volumosas, com o tom variando de elogioso a debochado. Poucas horas após, ocorreu um movimento nas redes sociais de criticar o produto, referindo que não tem qualidade que justifique o preço, Várias influenciadoras do ramo de cosméticos começaram a comentar sobre a base, referindo que ela é secs e não tem a qualidade hidratante referida pela vendedora.


Marcas concorrentes se aproveitaram do incidente para tentar vender seus produtos. A "Quem Disse, Berenice?" anunciou bases com valores inferiores a 200 reais, em referência indireta ao ocorrido.



O fato é que muitos cosméticos são vendidos a preços exorbitantes e, sendo a influenciadora muito famosa, a possibilidade de vender os produtos no preço que quiser é sempre considerável.


Como saber se vale a pena pagar por um produto mais caro

Confira as avaliações de usuários do produto. Lembre que muitas influenciadoras estão sendo pagas para falar de um produto e, quer passe credibilidade ou não, a chance do mais do mesmo estar sendo vendido por preços exagerados é alta. Converse com amigas que usaram o produto e pegue a opinião delas sobre isso. Várias blogueiras menores emitem opinião sobre produtos e, por não terem muitos seguidores, pode-se presumir que não estão tendo vantagens comerciais ao falar do produto. Nesse caso, a chance da opinião ser verdadeira é maior.


O que esses produtos mais caros têm?

Por experiência própria, a maioria desses produtos mais caros se baseiam num marketing muito mais agressivo para se vender. Muitos produtos populares são da mesma qualidade de produtos importados. De certa forma, poder pagar produtos mais caros é uma forma de mostrar status social.


É verdade que esses cremes combatem a oleosidade?

Nenhum medicamento ou cosmético foi comprovado por uma ação de combater a oleosidade. Isso depende da velocidade com que as glândulas sebáceas produzem o óleo que fica no rosto. Alguns cosméticos podem reduzir o brilho percebido no rosto por uma interação física com a oleosidade da face, o que não significa que eles diminuam a produção do óleo.


A hidratação oferecida por esses cosméticos é importante?

Não. Você pode usar o hidratante da sua preferência para otimizar o cuidado da sua pele. Não vejo vantagem num cosmético que anuncia um grau superior de hidratação quando isso não é difícil de atingir usando outros produtos.


Devo acreditar no que uma influenciadora digital diz?

Não. Os perfis de influenciadores são geralmente comerciais, e as opiniões emitidas refletem com frequência o interesse das marcas que o patrocinam. A blogueira Virginia, ainda considerando sua credibilidade na internet, passou vergonha nesse episódio ao vender um produto de qualidade mediana com um preço visto como desonesto pelo mercado consumidor.

Leia mais sobre a concorrência de produtos em estética facial, aqui


Att, Dr. Rafael Muller de Carvalho

Médico CRM-SP 218482


Opmerkingen


bottom of page